Imóvel novo ou usado? Descubra o ideal para você!

 

Confira quais os prós e contras de um imóvel novo ou usado, e veja qual é melhor para você.

Uma boa maneira de se começar a busca por um lugar para morar é atentar para a idade do imóvel.

Existem várias diferenças entre um imóvel de 10 anos e um de 30 anos, além da aparência e estado de conservação, como por exemplo: localização, nível de ruído etc.

imovel novo ou usado qual e o melhor para comprar

Imóvel novo ou usado? Qual é o melhor para comprar?

Imóvel novo ou usado? Qual é melhor comprar?

Veja quais são as vantagens e desvantagens de imóveis novos e usados, e saiba qual deles se encaixa melhor no seu perfil.

Comprar imóveis usados

Vantagens: a primeira delas é o preço do imóvel.

Em construções antigas, geralmente o valor do metro quadrado é menor.

Outro ponto positivo é a localização dos imóveis mais antigos. Construídos em uma época em que a cidade era menor, onde havia mais terrenos disponíveis, esses imóveis costumam ficar mais próximos da região central do que os mais recentes empreendimentos.

Além disso, os imóveis antigos costumam ter plantas maiores, com quartos, sala, banheiro e cozinha mais generosos que os recentes.

Com relação aos apartamentos, existe a questão do pé-direito – distância entre o chão e o teto. Nos imóveis mais antigos, o pé-direito chega a 3 metros, enquanto em alguns imóveis mais novos é de 2,20 metros.

Dessa forma, os imóveis mais antigos dão a sensação de maior amplitude ao ambiente.

Outro ponto a se destacar são as paredes e lajes, que nos imóveis antigos costumam ser mais espessas. Assim, o imóvel se torna menos vulnerável aos ruídos externos.

Desvantagens: limitações decorrentes do avanço da tecnologia.

Imóveis antigos possuem menos pontos de tomadas, pois na época em que foram construídos não havia tantos aparelhos eletrodomésticos nas casas.

Outro ponto negativo é o estado das tubulações. Nos imóveis mais antigos, os tubos geralmente são de aço galvanizado, que acabam ficando corroídos ao longo do tempo.

Logicamente, é possível trocar a tubulação do imóvel, porém é preciso se planejar para os gastos e privações que a reforma trará.

Ideal para: pessoas que gostam de ficar em casa e que curtem receber amigos e familiares.

 

Comprar imóveis novos (20 anos ou menos)

Vantagens: melhor valor de revenda.

Trata-se de um imóvel mais atualizado, que acaba despertando o interesse de mais pessoas.

No caso dos apartamentos, é um imóvel que possui uma área de lazer mais completa que, de certa forma, acaba compensando a redução do tamanho do apartamento.

Além disso, os imóveis mais novos são melhor preparados para a vida moderna, possibilitando o uso de diversos eletrodomésticos, por exemplo.

Desvantagens: paredes mais finas e tetos mais baixos, o que facilita a entrada e saída de ruídos.

Outro ponto negativo é a localização. Esses imóveis costumam ficar localizados em regiões mais afastadas do centro da cidade. Com isso, pode haver carência de serviços como transporte público, padarias, supermercados etc.

Ideal para: recém-casados, jovens solteiros e famílias com filhos pequenos.

Comprar imóveis na planta

Vantagens: forma de pagamento.

Ao comprar um imóvel na planta, há uma maior flexibilidade na forma de pagamento, o que é mais complicado quando se trata de imóveis usados.

Outro ponto positivo é o fato de poder personalizar o imóvel, escolhendo itens como o design dos armários de cozinha, o tipo de piso etc. Em alguns empreendimentos, é possível também para o comprador decidir onde subir e quebrar paredes.

Além disso, existe a garantia das construtoras, que geralmente é de 5 anos.

Por fim, o valor de revenda do imóvel, que via de regra é muito bom.

Desvantagens: alto custo final dos imóveis, apesar da forma de pagamento amigável.

Outro ponto negativo a se destacar, é o fato de que o comprador não vê o imóvel, apenas um desenho – que muitas vezes não condiz com a realidade mais a frente. Por isso, é preciso redobrar a atenção para evitar armadilhas.

O prazo de entrega dos imóveis, também, muitas vezes não é respeitado. Por lei, as construtoras podem atrasar até seis meses na entrega dos imóveis. Em caso de um atraso maior, o comprador tem direito de processar a empresa.

Ideal para: recém-casados, solteiros e famílias com filhos pequenos (sem muita pressa para se mudar).

Conclusão

Na hora de escolher entre um imóvel novo ou usado, você deve verificar aquele que melhor irá atender você e toda a sua família, tanto no quesito pessoal quanto na questão financeira. Assim, todo mundo fica feliz e você evita maiores surpresas lá na frente.

Fonte: UOL Economia

Imagem: Free Digital Photos

 
 

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ESTE SITE ESTÁ À VENDA!ENTRE EM CONTATO